Conheça o projeto

O Projeto Escolas Ecológicas atua auxiliando o corpo docente e discente a identificar na escola e seus arredores boas práticas ambientais.

Espaços ociosos se transformam em ambientes de aprendizagem com a implantação de hortas ecológicas, minhocários, coleta seletiva, pomares e outras ações socioeducativas. 

Projeto Escolas Ecológicas | Ipesa

Como ferramenta didática, os estudantes passam a acompanhar os conteúdos pedagógicos desenvolvidos nas novas estruturas implantadas pela comunidade escolar.

No blog Escolas Ecológicas as instituições de ensino participantes trocam informações e relatos sobre as experiências desenvolvidas, promovendo o intercâmbio de conhecimentos e práticas. 

Venha saber mais como podemos  implantar o projeto em sua comunidade escolar!

O conjunto dos projetos escolas ecológicas é reconhecido e premiado pelos seus resultados

0
escolas atendidas
0
alunos participantes
0
docentes participantes

Galeria

Financiadores e apoiadores

Apoiadores IPESA: Fundação Alphaville
Apoiadores Ipesa: Gerdau
Apoiadores IPESA: FEMA SP
Apoiadores IPESA: Prefeitura de São Paulo
Apoiadores Ipesa: Prefeitura de Cotia

Projetos realizados

O projeto atuou em parceria com escolas municipais do bairro e orientou os professores, funcionários e alunos na construção de projetos ambientais dentro e fora do espaço escolar. 

O IPESA ofereceu suporte técnico para seu desenvolvimento e sensibilização de práticas sustentáveis. 

O objetivo do projeto foi ampliar a formação  de educadores em seis escolas para  práticas ambientais, com o intuito de recuperar duas áreas municipais com a participação dos alunos. Vivências em educação ambiental ajudam a integrar a comunidade, a valorizar a cidadania e o senso de pertencimento no espaço público. 

Os mutirões para a recuperação da Área de Preservação Permanente –(APP), localizada no Parque Recreio, com mudas de espécies arbóreas nativas, foram realizados com a mobilização da comunidade do entorno,  Associações de Bairro e contou com o apoio da Subprefeitura de Parelheiros. 

Agentes locais foram treinados para continuar desenvolvendo atividades nas escolas e comunidade.